terça-feira, 10 de novembro de 2009

Uma mudança de paradigma. Entrevista especial com Hugo Penteado.

Por favor se comentar deixe um email para contato.

“O não contato com a realidade é a principal crítica aos economistas. Eles não têm contato com a realidade e não entendem que o problema ambiental não brotou do nada, e sim do sistema econômico, das ações diárias das pessoas, e que existe uma necessidade de mudança de paradigma”. Assim, o economista Hugo Penteado define os profissionais da área econômica de hoje. Em entrevista, por telefone, à IHU On-Line, ele defende uma economia preocupada, principalmente, com a sociedade e com o meio ambiente e afirma que as ciências econômicas precisam dialogar com as demais ciências, já que a economia interfere no planeta e nos serviços ecológicos do qual todos nós dependemos.

Confira a entrevista.

2 comentários:

L Janz disse...

Fenomenal a entrevista, Hugo.

Li na íntegra e com bastante atenção, já em seguida redirecionando a todos os meus contatos também.

E... Há que se destacar. A forma sempre aguda e sem meias-palavras com que você se expressa é sem dúvida uma grande arma.

Uma coisa que achei curiosa foi tua menção ao Karma... Rsrsrsrs. Você por acaso andou lendo também o livro do André Trigueiro? :)

Abraço Forte. Lj.

pepper disse...

Muito boa sua entrevista! Assim como seu livro e a palestra que assisti no FICA, está evidente que é preciso rever os fundamentos da economia. Só assim será possível alterarmos o atual estado caótico dos ecosssitemas, que em breve não terão mais capacidade de nos oferecer os serviços essenciais à vida.
É essa visão que está impedindo que as negociações a respeito de um novo acordo climático sejam bem sucedidas. Enquanto todos enxergam apenas os custos de alavancar uma nova economia de baixo carbono, ninguém contabiliza os custos da degradação ambiental generalizada. Nâo podemos parar de cortar madeira ou incentivar agropecuária na Amazônia pq na verdade não temos um projeto de desenvolvimento, não só para esta região como para todo o país. Continuamos com a mentalidade de nossos colonizadores, o que é lamentável.
Hugo, estou lendo o seu livro e estou amando!! Aproveito para elogiar como vc "passeia" maravilhosamente por várias áreas do conhecimento. Isto certamente contribui para que vc tenha esse olhar holístico. Talvez os economistas estejam precisando mais disso!
Sucesso e vamos juntos batendo o bumbo!