terça-feira, 3 de novembro de 2009

FICA - Festival Internacional de Cinema e Video Ambiental

Por favor se comentar deixe um email para contato.

Pessoal,

Eu participei do FICA no fim de semana passado e um dos documentários que mais foi comentado foi sobre como os índios são assassinados nos estados de Mato Grosso para abrir fronteiras agrícolas. Essa história horripilante não se passa no Brasil do século passado, é uma história atual.

Eu estou contando isso, porque gostaria de saber mais sobre esse tema e também tentar entender porque a mídia não pára de fazer de conta que o Brasil são só as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Precisamos contar essas histórias.

Outro documentário que foi o único que eu assisti, narra os ataques de tubarões no Recife. Realmente assustador, porque é claramente fruto da nossa falta de consciência em relação à teia de vida que nos sustenta. Bom, todos os fatores humanos (condomínios, porto, açougues, destruição de mangues, etc.) contribuíram para a tragédia. Esse é outro erro constante da mídia ao relatar desastres naturais sem colocar o fator humano como uma das principais causas. Alagamentos, furacões, dilúvios, avalanches, etc, todos tem o fator humano como magnificadores em vários sentidos: degradação dos ecossistemas e de suas proteções naturais e ocupação de locais que jamais deveria ser ocupados. Katrina é um excelente exemplo.

Para finalizar, uma recomendação de leitura: Inteligência Ecológica de Daniel Goleman. Dou os parabéns ao autor também do livro Inteligência Emocional, pois ele foi certeiro nas suas colocações e ajuda muito a cada um de nós pensar em esquemas contrários a esse suicidío ecológico que estamos produzindo com o nosso consumo e não dá para esperar atitudes institucionais, precisamos antes de mais nada começar com mudanças individuais, que, desculpa a sinceridade, estão longe de acontecer.

Abraço a todos,

Hugo

2 comentários:

Cristiane Figueirêdo disse...

O Brasil não conhece o Brasil... Quanto aos índios eles também sofrem com a falta de médicos, etc.

Dia desses fiquei indignada com o JN mostrando o trabalho de evangélicos em comunidades indígenas, estilo "o meu Deus é melhor que o seu". Os índios com uma bíblia na mão, achando que um deus mandou aqueles "brancos" ali.

Não, por favor...

Cristiane

nadja disse...

caro,
a questão indígena e de qq minoria neste país é caso de interdição internacional. Patrocinamos uma política pífia de educação, e de um estado federado incapaz, distanciando cada vez mais nossos ideais de um país qualificado e feliz. Os povos indígenas sofrem da miséria, do entorpecimento, da má influência de uma mídia decadente, imatura e pouco profissional, que uniformiza o modelo de comportamento em td o Brasil, desqualificando-nos enquanto pessoa, e agora, apoiado por uma ação criminosa perpetrada pelo lesa pátria deputado Dr. Ubiali (PSB-SP)*, estes Homens descamisados pelo poder, amaldiçoados pelos seus sonhos, pretendem levar a crer q terra indígena é usufruto da união, passível de revogação por crime ambiental provocado pelo indígena, defendendo, uma vez mais, o modelo idealizado pelos jezuítas mundanos e toda a corja de estrangeiros que, apoiados por seus comparsas locais, vem, sorrateiramente depredando este país, desagregando e perfurando nossa alma com o nosso consentimento. Capitalismo e Indigenismo não vivem juntos. Vi o filme, mas tem tantos mais por ai e q ninguém vê... Precisamos recuperar este país de nós mesmos enquantos seres urbanos, conformados e covardes, e destes "invasores", para os quais trabalhamos e oferecemos tudo o temos de melhor, sem desconfiar que eles ja nos tiraram inclusive nossa língua!!!!!
Adriana Lins
*http://www2.camara.gov.br/internet/homeagencia/materias.html?pk=141630