quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Neoliberalismo desvirtuado e em pedaços

Encaminhado por um amigo, esse texto, com excertos feitos por ele próprio, da Hazel Henderson é muito bom. Mais um texto que o professor Eduardo Giannetti da Fonseca deveria ler, ele pregador messiânico do crescimento eterno das economias e do neoliberalismo acima de qualquer crítica, disse-nos em uma palestra, porque não foi implementado no Brasil. Ainda bem. Ainda bem que a memória é curta de todos e que não se lembram que foram os neoliberais clássicos que deram origem ao imposto sobre grandes fortunas. Ah, as grandes fortunas que justificam tudo, inclusive o saque ao planeta, que deixaremos em escombros para poucos das gerações futuras sobreviverem. E ninguém fala um "a" sobre como o modelo dos ricos - países e pessoas - é imoral, egoísta, individualista e genocida. Planetariamente genocida. Enfim, divirtam-se, estamos num momento histórico, onde iremos repetir de novo todos os mesmos erros de sempre, como sempre fizemos, levando a corda de sustentação social e planetária ao limite até se romper, sem saber que todos, sem exceção, incluindo os mais poderosos, seguram nessa corda.
_____________________

Os "prejuízos" trilionários em Wall Street estão simplesmente anulando seus "ganhos" ilusórios. Nenhuma quantidade de salvamento federal ou impressão de dinheiro pode preencher o buraco negro de expectativas irrealistas criadas por uma economia enganosa.
A regulação no interesse público é hoje reconhecida como urgente [em função dos] excessos de Wall Street: transferir riscos sociais, custos e destruição ambiental para contribuintes e gerações futuras.
---------------------------
Video didático em (humor) inglês.
"Como os mercados realmente funcionam":

Nenhum comentário: