segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Poder e sustentabilidade

Por favor se comentar deixe um email para contato.

Missiva de Virasni Ohmni

Meu caro amigo Hugo,

Vou lhe enviar dois artigos interessantes.

Esse mundo de obsolescência gerando lixo que o planeta não comporta nunca esteve tão forte como agora e tão longe da almejada sustentabilidade.

Esse mundo linear do extrai-produz-consome-descarta dentro do modelo casa-carro-celular-viagem-ao-exterior nunca esteve tão forte e e tão longe da almejada sustentabilidade. Agora pela escala atingira, esse mundo linear é sobremaneira perigoso, não só porque começou a alcançar os retardatários dos países pobres com o mesmo modelo suicida dos países ricos, que só não colapsaram porque sugam as externalidades a custo zero além das suas fronteiras via comércio global.

Finalmente, a TEPCO está esperando os voluntários que “vêem energia nuclear com outros [bons] olhos” para ajudar da remoção de 1554 barras de combustível, que pesam juntas 300 toneladas e está dentro de uma piscina suspensa que pode ruir a qualquer momento e fazer da contaminação de Tchernobyl um pelinho apenas.  Aliás, acho que quem vê energia nuclear com outros bons olhos deveria ir morar no Japão. Pode ser até Tóquio para facilitar.

Falar uma coisa é fácil.  É preciso vivenciá-la na pele. Aliás os economistas precisam se comprometer com as suas palavras, para provar que suas idéias são concretas, não fantasiosas...

Temos um problema com a sustentabilidade.  Se for realmente implementada, a superclasse que domina o planeta perde o poder.  Na verdade, o poder foi feito para servir e não para se servir dele (Sócrates).  Sustentabilidade mudaria totalmente a direção de quem se beneficia nesse sistema: uns poucos que sugaram a alma de bilhões ou a vasta maioria que anda como vivo-morto pelas ruas…  Aliás como até os “sustentáveis” esqueceram as pessoas, não?  O futuro do nosso ambiente infelizmente não irá depender de giravas, ursos pandas, arara azul, mas da nossa espécie animal totalmente esquecida.

Seu amigo idoso,

Virasin Ohmni

Nenhum comentário: